Cachorros na piscina de vinil: pode ou não pode?

     Cachorros na piscina de vinil: pode ou não pode?

14 de fevereiro de 2019 0 By solazer

Essa é uma dúvida muito comum entre os donos de animais que têm ou pretendem construir uma piscina de vinil no quintal. Então, cachorros na piscina de vinil: pode ou não pode?

Quais os perigos de ter um cachorro na piscina não só a de Vinil.

Um dos maiores perigos ao se ter um cachorro próximo de uma piscina é ele cair acidentalmente e não conseguir sair. Com isso, ele pode acabar se machucando, rasgando e danificando a piscina ou até mesmo se afogando.

Isso pode acontecer com os animais que não estão acostumados com água, que caiam de surpresa, caso o nível de água esteja baixo ou também caso as paredes da piscina sejam muito escorregadias.

Por isso, é extremamente importante que você mantenha os seus cães, gatos ou outros bichinhos de estimação longe da área da piscina ou tomar alguns cuidados que você verá a seguir.

Mas e aí, cachorros na piscina de vinil, pode ou não pode?

Pode, mas desde que supervisionado!

Algumas raças de cachorros como os Labradores ou os Golden Retriver, por exemplo, gostam muito de água.

A água traz diversos benefícios tanto para nós, humanos, quanto para os animais. Essa prática auxilia a melhorar o condicionamento físico e a melhorar a musculatura e a circulação dos animais.

Além disso, a natação é uma excelente forma dos bichinhos se refrescarem nesse calor!

Porém, como já falamos, os cachorros que não estão acostumados com a piscina ou caso a piscina esteja escorregadia ou com o nível de água, correm o risco de caírem e se machucarem.

Para evitar que isso aconteça você precisa tomar alguns cuidados e sempre prestar atenção neles!

Cuidados necessários com os cachorros na piscina

Se você tem algum bichinho em casa e a piscina, ou mesmo se pretende construir uma, preste atenção nessas dicas que separamos pra você!

  •  Se possível, construa uma escada e uma parte mais rasa na piscina;
  • Treine seus animais até que eles se acostumem, use boias próprias e entre sempre com eles;
  • Mantenha sempre o nível de água adequado para que eles consigam entrar e sair sem dificuldade;
  • Se o animal não estiver acostumado ou não gostar de água, coloque grades de proteção ao redor da piscina e o deixe em um ambiente separado;

Além disso, você também deve se atentar aos cuidados necessários com a manutenção da sua piscina. Aspirar e retirar os pelos para evitar danificar os filtros e bombas da piscina e manter o controle do ph são alguns exemplos.

Quer saber mais sobre como construir uma piscina adequada para seu animal de estimação ou tem dúvidas a respeito de como melhorar o ambiente para garantir a segurança dele? A Sólazer Piscinas está mais do que disponível para te ajudar! Venha nos conhecer!