Crianças na piscina: diversão e segurança

Crianças na piscina: diversão e segurança

3 de outubro de 2020 0 By solazer

As crianças na piscina costumam ser as que mais que divertem e aproveitam, mas para que essa alegria seja completa, é preciso promover também a segurança dos pequenos.

As piscinas são uma diversão para toda a família, mas sem dúvida quem mais aproveita são as crianças. Com família ou amigos, não importa, elas com certeza vão aproveitar ao máximo.

Porém sem os devidos cuidados, a brincadeira pode acabar tomando proporções desastrosas. Tombos, diversos machucados e afogamentos são bastante comuns entre crianças. E é preciso saber como evitar que isso aconteça. 

Como garantir o máximo de diversão e segurança para as crianças na piscina

Confira então algumas maneiras de aliar diversão com segurança durante as brincadeiras infantis na água. 

Supervisão de um adulto

Ter sempre alguém supervisionando as crianças na piscina é um dos principais pontos para se evitar acidentes. 

Mesmo que a criança saiba nadar, ela nunca pode ficar sozinha na água. Pode acontecer da bóia virar, de se cortarem, de ficarem presas, de escorregarem, entre outras eventualidades. 

E menores de 4 anos sempre devem estar acompanhados dentro da água, devidamente equipados com bóias. 

Bóias e coletes de segurança

As bóias proporcionam uma segurança maior para as crianças e para seus pais. O ideal é que o modelo permita a livre movimentação dos braços e pernas da criança, permitindo que ela nade sem dificuldades. Também devem possuir um sistema de segurança que garanta que não vá se soltar. 

E os pais devem se atentar ao fato de que as bóias infláveis podem furar e o recomendado para crianças de até 4 anos é o uso de coletes salva-vidas em tamanho apropriado. 

É importante ressaltar ainda que bóias para brincadeiras, como as redondas ou em formatos de animais e objetos podem promover uma excelente brincadeira. Porém, ao mesmo tempo, podem também causar acidentes ao virar dentro d’água. 

Mesmo com bóias e coletes, o ideal é sempre ter pelo menos um adulto responsável supervisionando.  

Aulas de natação

Além de trazer uma série de benefícios para a saúde e desenvolvimento das crianças é também uma excelente forma de manter a sua segurança. Colocar as crianças na piscina desde cedo diminui em até 88% o risco de afogamento mas idades de 1 a 4 anos.

Cuidado com brincadeiras

No momento da diversão, as brincadeiras podem se deixar carregar. Como adulto responsável é importante tomar o controle da situação e controlar essas brincadeiras, evitando que tomem rumos considerados perigosos. 

Evitar, por exemplo, jogos que envolvam ir até o fundo da piscina, correr pelas bordas ou segurar alguém em baixo da água. Dessa forma, se evita uma série de acidentes e trabalha na educação das crianças sobre sua própria segurança. 

Capas e cercas de proteção

Capa de Proteção Sólazer Piscinas

As capas e cercas de proteção são acessórios a serem colocados quando a piscina não está sendo utilizada. Dessa forma se evita que as crianças caiam na piscina de maneira acidental. Isso é muito importante quando não tem um adulto por perto para supervisionar.

Aliado com esses acessórios, também está a instalação de alarme. Quando a criança cair na piscina, esse alarme será acionado e avisará aos pais e responsáveis. 

Equipamentos anti-sucção

Uma das principais causas de afogamento é justamente a utilização de aparelhos de sucção. Estes podem ser benéficos na limpeza da piscina, porém são um dos principais causadores de acidentes com crianças na piscina. 

Isso se dá pelo fato de que eles “sugam” e consequentemente prendem o cabelo ou alguma parte do corpo em baixo d’água. 

Para evitar que isso aconteça é preciso investir em acessórios e dispositivos normatizados pela ABNT como tampas para ralos e acessórios anti-succção.

Manutenção da piscina em dia

Sempre ter a manutenção da piscina em dia traz uma série de benefícios, inclusive na segurança das crianças. 

Consertar azulejos e acabamentos quebrados para evitar cortes,  verificar o funcionamento dos ralos e equipamentos de sucção, dispositivos anti-sucção, filtros, etc. Esses são alguns exemplos que exigem atenção e manutenção periódica. 

E existe um ponto dentro da manutenção que exige uma atenção especial. O Cloro, que é um dos produtos químicos mais utilizados nas piscinas, pode causar irritações nos olhos e mucosas das crianças.
Então, principalmente se bebês e crianças menores frequentarem a piscina, o ideal é se atentar para evitar excessos (e a falta) de cloro ou substituí-lo por outro produto conforme instruções do fabricante. 

Tenha uma piscina própria para crianças 

Uma excelente forma de manter suas crianças seguras na hora de brincar na água é justamente tendo uma piscina adaptada para elas. Sua piscina precisa ter todas as características de segurança recomendadas e a Sólazer Piscinas pode te ajudar nisso! Entre em contato conosco!